Logo IFRJ

Pesquisa

Grupos de Pesquisa

Literacia visual: pesquisa, ensino e formação docente em Artes

A pesquisa científica e produção de conhecimento acerca do ensino e da formação docente em Artes faz-se necessária diante do quadro atual desta área no Brasil. Vê-se, em boa parte das escolas brasileiras,​se aproxima das práticas docentes dos anos 1970: professores polivalentes responsáveis por trabalhar com os alunos as quatro linguagens artísticas​ (Artes Visuais, Dança, Música e Teatro​)​

. Deste modo,​o Grupo de Pesquisa visa oportunizar estudos acerca:(i) das teorias e práticas de formação inicial e continuada do docente de Artes​; (ii) do ensino de Artes na educação básica, educação profissional e tecnológica e ensino superior​; bem como (iii) o estudo das teorias e práticas em Educação e Comunicação e sua relação com as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) em processos de educação presencial e/ou a distância na educação básica, educação profissional e tecnológica e ensino superior.

LÍDERES - PROFA. MA. MILENA QUATTRER e PROF. DR. WELTON FERNANDO ZONATTI

​PESQUISADORES - PROFA. DRA. ANNA PAULA SILVA GOUVEIA (UNICAMP), PROFA. MA. LÍVIA SEBER VAN KAMPEN (PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS), PROF. PEDRO FELIPE PINHO SOUZA (FAAL) e PROFA. MA. VIVIAN MARTINS LOPES DE SOUZA.

​LINHAS DE PESQUISA - 1. Ensino das Artes na educação básica, profissional, tecnológica e superior; 2. Formação docente em Artes; 3. Estudos em Educomunicação.

Gestão de resíduos da indústria têxtil-confeccionista: levantamento das atividades de reuso e reciclagem na região metropolitana do Rio de Janeiro

O Brasil configura-se como um dos maiores produtores mundiais do setor têxtil e do vestuário. É um importante produtor da fibra de algodão, de fios, de tecidos planos, de malha e também de roupas e acessórios de moda, além de estimular o PIB do país gerando milhões de empregos diretos e indiretos no referido setor. Contudo, tal atividade cria diversos problemas socioambientais, como por exemplo, a geração de resíduos têxteis oriundos das industrias, das confecções, do varejo e do pós-consumo de artigos do vestuário. Órgãos representativos do setor têxtil, como a ABIT - Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção, carecem de dados precisos sobre os descartes têxteis, bem como desconhecem as principais adversidades envolvidas no gerenciamento deste material por diferentes organizações. Deste modo, o presente projeto tem como objetivo geral levantar as diferentes ações e problemáticas relacionadas ao gerenciamento dos resíduos oriundos das indústrias têxteis e confeccionistas da região metropolitana do Rio de Janeiro, com foco nos programas e projetos sociais que reutilizam o referido material em trabalhos artesanais e manuais, visando a minimização dos impactos ambientais, a capacitação da mão-de-obra e a geração de renda de grupos produtivos locais. Metodologicamente, haverá a revisão de literatura em artigos científicos, livros, revistas, sites especializados ou de órgãos públicos referentes à temática do projeto. As principais bases de dados científicos a serem utilizadas são o Google Schoolar e o SciELO. Além disso, visam-se também visitas técnicas e realização de entrevistas semi-estruturadas com os diferentes atores envolvidos na cadeia de reuso e reciclagem têxtil, configurando-se como uma pesquisa aplicada de natureza exploratório-descritiva. Posteriormente, haverá a triangulação dos dados para discussão dos resultados, uma vez que esta área de pesquisa, recente em nível nacional, carece de muitos estudos, pesquisas e dados numéricos para um levantamento estatístico.

Coordenador: Welton Fernando Zonatti

Colaboradoras: Gabriela Sousa Ribeiro; Milena Quattrer; Bárbara Boaventura Friaça; Denise Loyola Silva

Financiador: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro

Sustentabilidade e Economia Criativa: estudo do setor têxtil-confeccionista e de moda

A Conferência das Nações Unidas sobre Comércio Internacional e Desenvolvimento (UNCTAD), principal órgão das Nações Unidas para o tratamento integrado entre comércio e desenvolvimento, bem como para o tratamento de assuntos correlacionados às áreas de finanças, tecnologia, investimento e desenvolvimento sustentável, organiza a Economia Criativa em quatro grandes áreas: i) Herança ou Patrimônio (englobam-se expressões culturais tradicionais como artesanatos, festivais e celebrações, além de museus e bibliotecas); ii) Artes Visuais (como pintura, escultura, fotografia e antiguidades) e Artes Performáticas (música, teatro, dança, ópera, circo etc); iii) Mídia (reúne a produção de conteúdo criativo com objetivo de comunicação com o grande público, como livros, imprensa entre outros, e a audiovisual, tais como cinema, televisão, rádio e outras transmissões); iv) Criação Funcional (atividades como design de interiores, gráfico, de moda, joias, brinquedos; a denominada "nova mídia", como softwares, videogames e conteúdo criativo digitalizado; e os "serviços criativos", como o arquitetônico, a publicidade, os culturais e os recreativos, entre outros). O Grupo de Pesquisa "Sustentabilidade e Economia Criativa: estudo do setor têxtil-confeccionista e de moda", de caráter interdisciplinar, objetiva a pesquisa teórico-prática relacionada ao artesanato, ao design, à gestão de serviços, processos ou produtos, bem como à sustentabilidade, à inovação e ao empreendedorismo em todos os aspectos que convirjam nos setores criativos, em especial os ligados ao têxtil-confeccionista e à moda. Visa-se investigar e identificar possibilidades de inserção e/ou de potencialização das atividades criativas nos meios produtivos, principalmente os situados no Estado do Rio de Janeiro. Em consonância com o estabelecido na Política Nacional de Resíduos Sólidos - Lei Federal 12.305/2010, o Grupo de Pesquisa visa também o estudo das metodologias de desenvolvimento de produtos, de gestão e de produção pelo viés sustentável, fomentando a preservação do meio ambiente, bem como estimulando as economias e as culturas locais e regionais. Para tal, o supracitado Grupo de Pesquisa é composto por integrantes de diferentes centros de ensino/pesquisa e oriundos de áreas que dialogam com a Economia Criativa, tais como: artes, design, engenharias e gestão.

Líder: Welton Fernando Zonatti

Linhas de Pesquisa:

1- Sustentabilidade e Gestão da Produção: reuso e reciclagem dos descartes da indústria têxtil-confeccionista e da moda no fomento à Economia Criativa

2 - Artesanato e Moda no contexto da Sustentabilidade e da Economia Criativa

3 - História da Indumentária e da Moda: criação de acervo, registro, sistematização e divulgação do conhecimento

Estudo da Produção, Qualidade, Marketing e Consumo do Sistema Mercadológico.

O mercado é compreendido como o espaço onde se encontram compradores e vendedores de determinada atividade econômica, ou o conjunto de transações comerciais que englobam uma situação de oferta e procura por um produto ou serviço. Este, por sua vez, encontra-se em constante mudança o que faz com que as ações mercadológicas demandem acompanhamento para viabilização das atividades comerciais. Esse monitoramento se faz necessário também por meio de pesquisa científica a fim de identificar motivações, oportunidades, ameaças e novas perspectivas. Sendo assim, o grupo de pesquisa “Estudo da Produção, Qualidade, Marketing e Consumo do Sistema Mercadológico” se propõe a desenvolver pesquisas no âmbito mercadológico, acerca das organizações empresariais, governamentais ou sem fins lucrativos que oferecem seus produtos e/ou serviços ao consumidor em geral. No entanto, o eixo da capacidade e da extensão das investigações de mercado, vai além da fase de distribuição e da venda, pois abarca a etapa anterior à fabricação do produto, com a finalidade de saber o que produzir, para quem, a que preço, etc.

Os objetivos do estudo de mercado são:

I. Conhecer, analisar e quantificar as oportunidades de venda:

A) Pesquisa de Produto em termos de produção, qualidade e consumo

B) Pesquisa de Mercado

II. Analisar o Esforço de Vendas:

A) Pesquisa de Organização de Vendas

B) Pesquisa de Vias de Distribuição

C) Pesquisa de Marketing e Propaganda

COORDENADORA - Profa. Dra. Víviam Lacerda de Souza

PESQUISADORES - Prof. MS. Fernando Queiroz de Lira Alexandrino (IFRJ-BEL), PROF.Fernando Machado da Rocha(Especialista do IFRJ-BEL);. Bárbara Raquel da Fonseca (Graduanda de Belas Artes da UFRRJ).

LINHAS DE PESQUISA - 1. Estudos Quantitativos de Mercados e Processos Industriais comportamentos de mercado e de estudar operações de processos industriais; 2. Qualidade na Educação; 3. Práticas de Marketing e Relações de Consumo.

ASSUNTOS

SERVIÇOS

REDES SOCIAIS

NAVEGAÇÃO