Logo IFRJ

Alunos promovem ação social às vítimas das chuvas

Da esq. para a dir.: diretora de Ensino da Graduação e Pós-graduação, Fabiana Almeida; aluno do Bacharelado em Química Emerson Rodrigues; aluno do Técnico em Controle Ambiental Jonata Carvalhal; diretora da Escola Municipal Professora Edyr Ribeiro, Regina Lúcia; e aluno do Técnico em Controle Ambiental, Davi Sampaio

 

Foi realizada uma doação às vítimas das fortes chuvas que atingiram o estado do Rio de Janeiro nos meses de fevereiro e março. A iniciativa partiu dos alunos e organizações estudantis, e contou com o apoio da direção do Campus Nilópolis. As doações aconteceram no dia 6 de março, nos locais mais afetados.

Foram entregues roupas, alimentos e itens de higiene pessoal na comunidade da Chatuba, em Mesquita, Comendador Soares e na Escola Municipal Professora Edyr Ribeiro, em Nilópolis. As doações foram recolhidas no pátio do campus e, na mesma semana, entregues nos três locais. A ação contou com contribuições de dezenas de alunos.

A diretora de Ensino de Graduação e Pós-Graduação, Fabiana Almeida, que acompanhou os alunos nas entregas das doações, ressaltou a importância da mobilização dos discentes para promover ações comunitárias. “Ver que os nossos discentes são capazes de se organizar, e, em primeiro lugar, de se sensibilizar com a dor do outro, é muito importante”, ressaltou.

Para Jonata Carvalhal, discente do curso Técnico em Controle Ambiental e presidente do Grêmio Estudantil do campus, a ação foi necessária, visto a ausência de assistência que as famílias tiveram. “A gente viu que eram pessoas que estavam necessitando de ajuda naquele momento. Quando chegamos nas casas, vimos muita alegria, porque eram pessoas que tinham perdido muita coisa”, explicou.

Ainda de acordo com Jonata, a iniciativa de promover ações sociais deve ser incentivada. “O conselho que eu dou para as pessoas que não têm o hábito de realizar ações comunitárias é que existem pessoas que sofrem muito com a desigualdade social e que precisam muito da nossa ajuda de alguma forma. A ideia central de todo o projeto é ajudar outras pessoas sem olhar a quem, independente de política, cor e religião”, concluiu.

Colaboração: Raíssa Amaral

ASSUNTOS

SERVIÇOS

REDES SOCIAIS

NAVEGAÇÃO