Logo IFRJ

Edital de Mobilidade Internacional contempla 29 alunos para estudarem em Portugal

alunos contemplados, Adriana, Alessandra e Cristina posando para foto

Estudantes classificados no último Edital de Mobilidade Internacional para Portugal compareceram a uma reunião, na Reitoria do IFRJ, para receberem algumas instruções iniciais, tirarem suas dúvidas e assinarem o Termo de Compromisso. A reunião, que aconteceu no dia 11 de maio, contou com a participação da pró-reitora de Ensino Técnico (PROET), Alessandra Ciambarella – representando o Reitor Rafael Almada; da assessora de Relações Internacionais, Adriana Rigueira e da assistente social da Diretoria de Assistência Estudantil (DIRAE), Cristina de Oliveira.

A assessora de Relações Internacionais, Adriana Rigueira, explicou que todo ano o IFRJ lança um edital de Mobilidade para Portugal, com duração de um semestre. “A diferença desse edital para os outros é que acrescentamos novos cursos equivalentes aos cursos oferecidos pelas instituições receptoras. Neste ano, o Instituto Politécnico de Bragança (IPB) nos deu 20 vagas. O Instituto Politécnico de Coimbra (IPC), juntamente com o Instituto Politécnico Cávado e Ave (IPCA), nos deram 9 vagas, somando 29”, disse.

Adriana contou que este foi o edital com o maior número de inscritos e que a maioria foi de alunos do curso de Bacharelado em Produção Cultural. “Até hoje é o curso que mais enviou alunos. Essa divulgação da experiência de quem já foi fez com que outros alunos se interessassem por essa possibilidade. Acredito que a experiência é válida, pois o curso de Portugal é muito bem recomendado pelos estudantes que já foram, já que ele possui um foco na parte cênica e teatral que o daqui não tem. Ou seja, eles acrescentam à formação algo que não veem aqui”, concluiu.

Para a pró-reitora de Ensino Técnico (PROET), Alessandra Ciambarella, o Programa de Mobilidade Internacional é uma das maiores conquistas do IFRJ. “O Programa representa a possibilidade de levarmos o nome do Instituto para outras instituições ao redor do mundo. E isso vem sendo gradativamente comprovado, especialmente com o aumento expressivo do número de estudantes que estão indo para Portugal”, falou.

Além disso, a pró-reitora reiterou sobre a dupla responsabilidade dos alunos: “Lá eles serão nossos embaixadores, na medida em que darão visibilidade a nossa instituição. Ao mesmo tempo, devem estimular os estudantes estrangeiros para que venham nos conhecer e findar essa troca de experiências que é sempre rica. E, ainda, que eles funcionem como multiplicadores: que voltem para o IFRJ e possam influenciar e estimular seus colegas a participarem do Programa”, disse.

ASSUNTOS

SERVIÇOS

REDES SOCIAIS

NAVEGAÇÃO