Logo IFRJ

Últimos dias da etapa de fóruns do Planejamento Estratégico

Marcus Flávio Lenza à frente de uma projeção de slides

Os campi Pinheiral, Volta Redonda e Resende fecham o ciclo de fóruns do Planejamento Estratégico do IFRJ. Nesta fase, os campi foram visitados e servidores tiveram a oportunidade de apontar uma série de demandas a serem discutidas nas próximas fases do Projeto, que começa nesta quinta-feira, dia 18 de maio.

Ontem, 16, servidores do campus Pinheiral e representantes da comunidade, Patrício Fernandes, da Direção do Departamento de Contabilidade da prefeitura de Pinheiral; Sediane Maia, vice-prefeita de Pinheiral, e atual secretária de Educação, Cultura, Esporte, Lazer e Turismo, conheceram o projeto do Planejamento Estratégico do IFRJ.  

participantes do fórum sentados em círculo debatem propostas
Um dos grupos do fórum em Pinheiral

Na manhã desta quarta-feira, 17, Volta Redonda teve boa adesão do servidores, que foram apresentados ao propósito do Planejamento Estratégico e aos benefícios que sua implementação vai trazer. Assim como em todos os outros campi, a plateia foi dividida em grupos que tiveram a oportunidade de discutir os três eixos temáticos desenvolvidos na fase anterior do Projeto.

Daniel Cordeiro Esteves, assessor de comunicação da Fundação Educacional de Volta Redonda (Fevre) esteve presente e disse que "A participação da comunidade externa é sempre muito bem-vinda, ainda mais quando se trata da elaboração de um planejamento estratégico. Podermos dar nossa opinião, contribuirmos para traçar essa estratégia em conjunto só traz melhorias para a comunidade e para o instituto".  

Marcus no auditorio de Volta Redonda
Em Volta Redonda a adesão ao fórum foi grande

 

Fechando a etapa de Fóruns de Gestão, o campus Resende contou com grande participação dos servidores e alunos. Da comunidade externa, estiveram presentes a vereadora Soraia Balieiro; o professor Onofre Bueno Filho, representante da Associação Educacional Dom Bosco; os coronéis da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), Carlos Roberto Peres, Sérgio Matos e Edson Gonçalves Alves; Marilene da Silva Santos, diretora da Escola Arte Manhas; e Rosa Helena Dias, diretora adjunta da Escola Arte Manhas. 
 
"Esse planejamento vem de encontro aos anseios da população de Resende e de seu entorno, composto por municípios carentes nas áreas tecnológica, de formação de pessoas e capacitação para o mercado de trabalho. A preocupação do IF Resende tem que ser com todas as demandas regionais do Sul Fluminense", enfatizou o professor Onofre Bueno Filho, representante da Associação Educacional Dom Bosco.
 
Marcus Flávio Lenza fala à frente dos participantes em uma sala de aula
Contribuições em Resende visam também ajudar a desenvolver a comunidade local

 

 
 

 

 

 

 

 

ASSUNTOS

SERVIÇOS

REDES SOCIAIS

NAVEGAÇÃO