Logo IFRJ

Evasão Escolar em Arraial do Cabo é tema de dissertação

Um dos temas mais preocupantes na área de educação, a evasão escolar se tornou tema de dissertação de mestrado. O assistente social Ronaldo de Oliveira, defendeu sua tese ‘Evasão Escolar no Campus Arraial do Cabo – IFRJ: uma análise do curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio’ no dia 4 de junho de 2019 no Instituto Federal Fluminense. 

Ronaldo, que faz parte do quadro de servidores do Campus Arraial do Cabo desde 2010, começou a primeira turma do curso Técnico em Informática no início de 2011, e desde então faz um acompanhamento do rendimento dos índices de evasão.

De acordo com o professor Rafael Guimarães Botelho, coordenador de Pesquisa do Campus Arraial do Cabo-IFRJ, “Trata-se do primeiro trabalho circunstanciado e científico sobre Evasão Escolar no Curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio do Campus Arraial do Cabo. O Ronaldo Efigênio fez uma apresentação irretocável, a dissertação está bem embasada, incluindo autores nacionais que são referências na área da evasão escolar. Os resultados são de grande valor acadêmico e profissional, com relatos valedouros de ex-alunos/as que, infelizmente, não puderam concluir o curso, mas que, mesmo evadidos, retornaram e ofereceram maiúscula contribuição à instituição por meio deste precioso feedback”.

A pesquisa envolveu a análise de dados de 122 estudantes que evadiram do curso no período de março de 2011 a dezembro de 2017. Foram realizadas pesquisas bibliográficas e documentais para se levantar as informações sobre evasão escolar que vêm ocorrendo no IFRJ-CAC. Ronaldo explica que a análise dos dados foi qualitativa e quantitativa. “Além disso, entrevistamos os alunos que evadiram para buscar as causas e motivações para o abandono do curso. O estudo aponta que há formas diferenciadas de evasão escolar que ocorrem na instituição e que podem ser definidas em três perspectivas: 1ª) evasão como exclusão; 2ª) evasão como mobilidade; e, 3ª) evasão como superação/resiliência”.

Sobre as conclusões, o servidor diz que em todas as três formas de evasão há consequências para a instituição. “No entanto, qualquer das três formas conta em sentido negativo no primeiro momento, à medida em que a instituição não cumpriu a sua função, que era a de formar um técnico para o mundo do trabalho”. Entretanto, Ronaldo lembra que há uma gradação em termos de responsabilidade, em termos de problema, e que necessita de tomada de atitude da instituição. “Os resultados apontam que as dimensões socioeconômica e acadêmica se articulam e influenciam a evasão escolar. Os problemas econômicos, familiares e sociais associados às dificuldades com o aprendizado levam à reprovação e à evasão escolar”.

A Dissertação está disponível na página do Programa: http://portal1.iff.edu.br/pesquisa-e-inovacao/pos-graduacao-stricto-sensu/mestrado-profissional-em-educacao-profissional-e-tecnologica/dissertacoes-1/dissertacao_ronaldo_efigenio_de_oliveira.pdf/view.

Como resultado do trabalho, o artigo “Evasão escolar no Campus Arraial do Cabo-IFRJ: a influência das dimensões socioeconômica e acadêmica” foi aprovado para publicação na Revista Vértices, com possível inclusão no volume 21, n 3, setembro/dezembro de 2019.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ASSUNTOS

SERVIÇOS

REDES SOCIAIS

NAVEGAÇÃO