Logo IFRJ

IFRJ investe em energia solar

O IFRJ começa o ano com a assinatura do contrato de aquisição de usinas fotovoltaicas para todos os campi da Instituição. O documento foi assinado na sala de reuniões da Reitoria hoje, 14, pelo reitor Rafael Almada e pelo sócio da empresa GS Construções Eireli EPP, José Lino Junior. Participaram do evento o pró-reitor de Administração do IFRJ, Igor Valpassos e membros da Diretoria de Engenharia.

De acordo com Rafael Almada, esta é uma demanda que envolve não apenas a redução do custo de energia, mas também  torna o IFRJ produtor de energia elétrica de matriz renovável e limpa.  Igor Valpassos acrescenta que vê essa aquisição como uma conquista de toda a comunidade e um grande avanço de gestão no IFRJ. “Foi uma ação estratégica, porém arrojada para um cenário com escassez de recursos. Entretanto, sabendo que o modelo de contratação por Sistema de Registro de Preços não nos obriga a exercer todo o dispêndio previsto, a Pró-Reitoria de Planejamento e Administração orientou a equipe de Engenharia para dimensionar toda a demanda do IFRJ”.

José Lino aguarda informações que serão repassadas pelo IFRJ e, em seguida, terá 30 dias para apresentar uma análise, que incluirá visita aos campi para verificar as estruturas de cada unidade. As placas chinesas possuem uma duração média de 25 anos, e a manutenção ficará a cargo da GS Construções.

O pró reitor de Planejamento e Administração do IFRJ disse que a previsão (inicial) é de 180 dias de trabalho para instalação de usinas em todos os campi, garantindo uma economia de cerca de 40% nas contas de energia, que perfazem um montante, apenas no primeiro ano de funcionamento, de cerca de R$ 2.344.246,72.

Além disso, todos os módulos trabalham integrados à rede de energia elétrica, onde o eventual excedente de um campus poderá gerar compensação em outro campus, desde que estejam em área de mesma concessionária de energia. 

Os esforços da atual gestão no sentido de atender as demandas da comunidade e promover melhorias em todas as unidades do Instituto envolveram, em 2018, um trabalho de articulação para captação de recursos extra orçamentários significativos, que permitiram à Instituição captar mais de R$ 15.000.000 em investimentos. “Esta ação, deu-nos a capacidade de investir cerca R$ 6.303.000,00 na aquisição das usinas fotovoltaicas”.

O cronograma das implantações será divulgado em breve, mas já é possível afirmar que não haverá mudanças no funcionamento e nas atividades nos campi para servidores e estudantes, exceto no período de instalação, onde, segundo Igor Valpassos, poderão ser realizadas intervenções que causem algum transtorno, devido à movimentação dos colaboradores contratados.

 

 

 

  

ASSUNTOS

SERVIÇOS

REDES SOCIAIS

NAVEGAÇÃO