Logo IFRJ

IFRJ no Programa Brasileiros Formando Formadores (BraFF)

Programa Brasileiros Formando Formadores (BraFF) - sala cheia

O IFRJ foi representado no Programa Brasileiros Formando Formadores (BraFF) pelo diretor de Extensão Comunitária e Tecnológica e professor do campus Duque de Caxias, Julio Page; pelo professor do campus Volta Redonda, Helton Sereno e pelo professor do campus Rio de Janeiro, Leonardo Costa. O primeiro módulo do BraFF, que reuniu servidores da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (RFEPCT), aconteceu de 3 a 7 de dezembro, em Brasília.

O BraFF é um programa que busca consolidar a experiência e vivência dos professores que participaram dos programas da internacionalização da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (SETEC/MEC) para o Canadá, Finlândia e Reino Unido. O intuito é montar um curso de capacitação para os servidores (técnicos administrativos e professores) da Rede Federal como um todo.


Helton Sereno, Julio Page e Leonardo Costa

O professor Julio Page – que esteve no BraFF como formador – falou sobre a importância do Programa para o IFRJ: “Uma estratégia em rede, dentro da rede e realizada por profissionais da rede torna-se importante para todos os Institutos Federais e para o IFRJ não seria diferente. É preciso deixar claro que a experiência vivida de forma imersiva em outros países não tem como objetivo realizar cópia desses modelos. O que acontece é que, a partir da vivência de padrões mais consolidados, a gente repense o nosso próprio modelo para formação continuada, de acordo com as especificidades e a realidade brasileira”, disse.

Para ele, o Programa também se torna estratégico, já que é uma forma de conferir escalabilidade dentro da Rede Federal, em um país de dimensões continentais como o Brasil. “Consolidar a formação dos formadores no BraFF evidencia uma continuidade dos programas de internacionalização da SETEC e o compromisso com o investimento feito nos programas”, comentou.

Julio falou, ainda, sobre sua experiência pessoal ao participar do Programa: “Foi uma experiência incrível pela qual sou, acima de tudo, muito grato ao IFRJ pela oportunidade, em especial ao campus Duque de Caxias, que me apoiou em todas as etapas. Além disso, preciso agradecer à Reitoria que, nesse momento, entende a importância da representação no programa tanto minha, quanto de Helton e Leonardo”, falou.


Abertura BraFF

De acordo com o docente Leonardo Costa – que esteve no BraFF como cursista – a experiência da primeira semana foi intensa e imersiva: “Nessa primeira semana, discutimos e delineamos as unidades do curso de capacitação que queremos criar, determinamos os objetivos de aprendizagem que farão parte desse curso e, nas próximas semanas, iremos trabalhar a distância para que possamos aprofundar o que será abordado em cada unidade. Em um segundo encontro presencial, esperamos terminar toda a parte de delineamento do curso e realmente trabalhar para terminar de produzir todo o material entre os meses de março, abril e maio de 2019”, explicou.

Segundo o professor Helton Sereno – que esteve no BraFF como cursista – o Programa consolida o IFRJ como difusor de metodologias inovadoras. “Vejo como de vital importância frente aos desafios do cenário educacional, da mudança do perfil dos alunos e da sociedade. A capacitação de professores através desse programa irá possibilitar às instituições ganhos no processo de ensino-aprendizagem”, disse. Helton comentou, ainda, a relevância do curso ser feito por professores, para professores: “Além de possibilitar conhecer pessoas de outros programas, foi possível ver novas visões, metodologias e ferramentas que, particularmente, já planejo utilizar nos próximos semestres. Mas o melhor de tudo foi o início do trabalho do curso, o embrião de um projeto de sucesso feito por quase 40 mãos. Acho que, pela primeira vez, esse curso está sendo pensado de dentro para fora, pelos professores e para professores”, concluiu.

O BraFF terá seu produto final entregue em maio de 2019, com um curso de formação continuada no formato Massive Open Online Course (MOOC). Grupos de três a cinco cursistas estão divididos para desenvolver uma unidade de aprendizagem, que fará parte do MOOC no final.


Visita de reitores dos Institutos Federais e representantes do CONIF

Programa Brasileiros Formando Formadores

O BraFF consiste em uma chamada pública para seleção de servidores da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (RFEPCT). O Programa configura-se como uma etapa de multiplicação e consolidação de alguns programas de internacionalização desenvolvidos pela SETEC/MEC como os programas VET Professores para o Futuro Finlândia (2014, 2015 e 2016), VET Canadá (2014) e VET Reino Unido (2016).

O objetivo é formar multiplicadores e consolidar um modelo de formação continuada para profissionais da Educação Profissional Tecnológica (EPT) baseados em pilares intrínsecos à Inovação em Educação, como: aprendizagem baseada em problemas (PBL); metodologias ativas de ensino-aprendizagem; uso de recursos digitais no processo ensino aprendizagem; o Lifelong Learning (aprendizagem ao longo da vida); habilidades para o século XXI como o trabalho colaborativo, empreendedorismo e pesquisa aplicada na educação.


Profissionais da Educação Profissional Tecnológica (EPT)

 

ASSUNTOS

SERVIÇOS

REDES SOCIAIS

NAVEGAÇÃO