Logo IFRJ

Medalhas no Campeonato Estadual de Kata

A professora Gabriela Souza, do corpo docente do curso de Especialização em Educação Física Escola do IFRJ campus Duque de Caxias e o aluno do curso Anderson Carvalho, que é professor de Educação Física, conquistaram quatro medalhas no Campeonato Estadual de Kata do Judo do Rio de Janeiro, realizado no dia 02 de novembro.

A dupla de faixas pretas em judô se conheceu em 2019, através do curso de Pós-graduação. A docente leciona a disciplina Metodologia do Ensino da Educação Física I e é orientadora de TCC de Anderson, que também é professor de judô.

Filho de um grande estudioso do judô, Anderson percebe o kata como uma vivência capaz de ressignificar a prática do judô. “É uma forma de conhecer o judô mais profundamente, indo além de movimento corporais e a pura filosofia proposta nesse esporte”.

Gabriela e Anderson disputaram quatro provas, e em todas estiveram no pódio. Conquistaram o 1º lugar no kata "Kodokan goshin jutsu", que simula situações de defesa pessoal com arma de fogo, bastão e faca, e ficaram em 2º lugar no: "Ju no Kata", o kata da gentileza e flexibilidade; no "Katame no Kata", que simula uma luta no solo com imobilizações, estrangulamentos e chaves de articulações; e no "Kime no Kata", que simula situação de luta em contexto de ambiente social do Japão do século XIX, com a utilização de faca e espada de samurai.  

Anderson elogiou a professora, que além de sua dupla no esporte, orienta sua monografia na Especialização. “Pude perceber que a sua orientação vai além de um trabalho de conclusão de curso, conseguiu demonstrar um novo significado na minha prática como professor e atleta”, comentou o estudante.

Os katas são formas e simulações de lutas de judô e defesa pessoal utilizados como mais uma alternativa de treinamento para combate. As duplas treinam uma coreografia e a vencedora é aquela que menos comete erros, o que exige dos atletas concentração, destreza e disciplina na realização dos movimentos.

Gabriela que já participou de outras competições de kata, vê na modalidade que deriva do judô, “uma forma de divulgar e perpetuar tradições desse esporte que também é uma filosofia de vida”.

A docente também falou sobre a importância da instituição, para a conquista das medalhas, na competição. “O IFRJ nos uniu para que pudéssemos treinar e competir, mas também as reflexões que são realizadas ao longo das disciplinas do curso de Especialização trazem uma resignificação das nossas práticas e das missões no esporte”, explicou Gabriela.

 

 

ASSUNTOS

SERVIÇOS

REDES SOCIAIS

NAVEGAÇÃO