Logo IFRJ

NIlópolis inaugura novos laboratórios e observatório

O campus Nilópolis inaugurou os Laboratórios de Física e o Observatório Astronômico, no dia 1º de julho.

O evento contou com a presença do reitor, Rafael Almada, do diretor geral, Wallace Vallory e do coordenador do curso de Física, Marco Adriano. Além deles, os diretores de Ensino do campus Nilópolis e a equipe dos professores do curso de Licenciatura em Física, também estiveram presentes.

Rafael Almada falou sobre a importância do prédio para o campus. “Eu acho que concluir sempre é um grande sucesso, o campus Nilópolis está de parabéns pela finalização. Novos espaços surgem para potencializar a ação de ensino, pesquisa e extensão, acho que esse é o grande ganho para o campus”, disse.

Já Wallace Vallory falou dos benefícios que o prédio irá trazer para os alunos do curso de Licenciatura em Física. “Agora vão ter ainda mais espaço para a área de experimentação, algo fundamental para a formação desses alunos. Esse prédio também contempla espaço para orientação dos docentes, então trabalhos de pesquisa, TCC, teses e dissertações, terão um espaço mais adequado”, concluiu.

Durante o discurso de inauguração, o coordenador Marco Adriano falou sobre a expectativa de agora em diante. “Fico muito feliz com essa inauguração, porque é capaz da gente transformar a vida de muitas pessoas. Além dos nossos alunos da licenciatura e do ensino médio, em relação a extensão mesmo. Espero que doravante muito além de um prédio da inauguração, esse momento sirva para unir mais os professores junto aos alunos, que muitas pesquisas saiam daqui para congressos, assim como já acontece”, disse.

A aluna do curso de Licenciatura em Física, Sher Machado, conduziu a cerimônia. Ela falou um pouco sobre a importância do prédio de Física e o Observatório.  “Eu vi o esforço de todos para fazer esse prédio funcionar, e mesmo com os imprevistos e problemas, não desistiram e continuaram fazendo o trabalho. Para o curso da Física é bom, porque vai aumentar o número de projetos, com laboratórios próprios para isso. O Observatório vai ser muito importante para a população, um espaço onde os professores vão poder trabalhar bastante com os alunos a iniciação cientifica”, concluiu.

Sher também falou de sua participação como mestre de cerimônia e a representatividade dentro desse convite. “Ter sido convidada foi importante não só para mim, mas para muitas outras pessoas, estar ali na frente fazendo a condução da cerimônia de inauguração do prédio dá visibilidade a outras pessoas, a mim enquanto uma pessoa trans e eu acabo servindo de representatividade para outras pessoas”, disse.

Quando questionado sobre o que sente enquanto ex-aluno do campus Nilópolis, Rafael Almada disse sentir uma felicidade em ver o campus expandir. “Eu comecei aqui quando só tinha esse prédio principal e uma área ainda em construção, então ver o campus se expandir, ver a dimensão hoje que o campus Nilópolis tem, é um grande orgulho para mim”, concluiu.

 

 

Colaboração: Camilla Fonseca

 

 

 

ASSUNTOS

SERVIÇOS

REDES SOCIAIS

NAVEGAÇÃO